22 de junho de 2013

Sem inspiração

TUUUUUUUUU...TUUUUUUUU...TUUUUUUUU...TUUUUUUUU...
_ Alô?
_ Oi?
_ Quem esta falando?
_ Ora, sou eu. Para quem você ligou afinal?
_ Também não precisa falar assim. É uma pergunta involuntária, “poxa”.
_ Ta bom então. Mas e aí o que manda?
_ Não sei. Diga você.
_ Como assim? “Diga você”. Quem me ligou foi você.
_ Mas foi você quem falou para eu te ligar na semana passada. Você falou desse jeito: “Liga para mim semana que vem. Quando tiver alguma coisa interessante para falar. Tipo. Sei lá ‘vamo’ bate um papo”.
_ Eu disse isso tudo é?
_ Com todas as palavras.
_ Bom, se eu disse, ta dito. Mas então vai lá, sobre o que quer falar.
_ Não sei. Eu esperava que você me dissesse alguma coisa interessante.
_ Mas se eu falei para você me ligar, como você mesmo afirmou, era para ter me ligado se tivesse alguma coisa interessante para falar. Mas como não tem nada de útil, engraçado, novidade ou mesmo fofoca, porque me ligou?
_ Ah eu sei, mas tipo. Eu pensei que sei lá. Como eu “tava” à toa, mandaria um oi para um amigo. Quem sabe não perderíamos uma meia hora no telefone dando risada.
_ Mas eu acho que essa conversa vai ter de ser adiada então, pois se eu não tenho nada de interessante para falar e você muito menos. Não é?
_ Pois é, parece que sim.
_ Então, o certo mesmo seria deixar essa conversa para outra hora.
_ Você acha mesmo? Não quer nem tentar conversar?
_ Eu acho um esforço inútil, pois não tem clima nenhum para iniciar uma conversa e a conta telefônica só vai subindo.
_ Mas então me diga como você esta então. Tudo certo por aí, na paz?
_ Aqui ta tudo jóia. E você, vai bem?
_ Eu estou bem também. Obrigado por perguntar. Mas você me parece um pouco nervoso.
_ Isso é verdade. Um pouco da velha tolerância zero. Peço desculpas pela agressividade no telefone.
_ Que isso velho? Não tem que pedir desculpas não. Eu entendo, esse mundo ta cheio de cara mala.
_ Pois é.
_ Mas sabe? Eu adorei essa nossa conversa.
_ Também me agradou bastante.
_ Devíamos repetir essa conversa qualquer dia, o que acha?
_ Faz o seguinte então. Liga para mim semana que vem. Quando tiver alguma coisa interessante para falar. Tipo. Sei lá ‘vamo’ bate um papo.
_ Ôôôô legal cara. Valeu então. Fica assim. Semana que vem eu te ligo.
_ Então ta. Mas ó... pensa em alguma coisa interessante para falar hein?!
_ “Pó dexa”. Conversar é comigo mesmo. Um abraço e até semana que vem.
_ Sei, sei.
_Falou então.
TUTUTUTUTUTU...

Guilherme Palma

*Publicado originalmente em 17/03/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião. Critique, comente a vontade. Comentários com palavrões serão excluídos.