30 de dezembro de 2008

A arte de sorrir

Ainda há esperança para a televisão brasileira. Por mais que se esforcem, os publicitários não conseguem fazer nós, telespectadores assistirmos comerciais e darmos boas risadas. Muito pelo contrário. Eles nos fazem chorar. Só vou citar um exemplo. Propagandas de cerveja. Estão entre as mais sofríveis campanhas publicitárias. São apelativas, no sentido de fazer-nos rir. Mais forçadas que as piadas do Casseta & Planeta.

Mas de vez em quando alguém tem uma sacada genial. Para fazer o telespectador se sentir bem ao assistir um comercial na televisão, não precisa forçar uma gargalhada. Apenas provocar um simples sorriso.

Como fazer isso? Eis.

Há muito tempo que não me emocionava com uma propaganda. E lembrou-me de uma máxima que parece cada vez mais cair no esquecimento:

"A verdadeira inocência reside no sorriso de uma criança".

Não deixe que o mundo e os problemas te transformem em uma pessoa amarga. Feliz ano novo e não se esqueça de sorrir muito em 2009.

Guilherme Palma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião. Critique, comente a vontade. Comentários com palavrões serão excluídos.